Pobre Descaso

Muitos de nós temos no decorrer de anos andando com Cristo ouvido sobre muitas verdades acerca de nossa salvação, sobre conhecer ao Senhor e sobre tantas coisas que poderiam mudar a história de cidades inteiras. Mas a grande questão é, o que temos feito destas verdades?

Paulo, o apostolo, nos ensina o seguinte: "Tão somente vivamos de acordo com o que já temos alcançado…" (Fil. 3; 16). É de se admirar que muitas pessoas em meio a tantas verdades ouvidas ainda não tenham alcançado muitas coisas. Não falo de alcançar coisas no plano material, mas falo de verdades espirituais, revelações e acima de tudo o conhecimento verdadeiro de Jesus Cristo, o Filho de Deus.

Isto, infelizmente não é de se admirar porque as coisas desta vida têm se infiltrado na igreja, e também porque os nossos olhos por muitas vezes têm se obscurecido. A falta de visão e de comprometimento com o ministério têm minado a identidade de lideres das mais diferentes denominações, quer sejam eles lideres de pequenas igrejas ou mesmo lideres de igrejas que tem um alcance nacional, trazendo assim um legado destrutivo para a igreja que tem se levantado nestes últimos dias, e o resultado disto são liderados fracos, pessoas que não tem muitas raízes em si mesmas ( Mat. 13; 20 e 21 ), mas que dependem demasiadamente de guias para conduzi-las para qualquer coisa que possas lhes causar um pouco mais de bem estar ou aceitação pessoal.

Infelizmente o descaso que temos com as coisas espirituais tem levado a maioria das pessoas nas igrejas a estarem tão fracas que quando algumas coisas de natureza espiritual lhe são reveladas, elas automaticamente se põem em uma posição defensiva e discriminatória, por causa do medo do que é novo ou de algo que lhes possa causar um pouco de resignação ou arrependimento. Frutos de arrependimento como justiça para os pobres, arrependimento das obras da carne, o abandono do pecado, cuidado pelos mais fracos, renúncia e coisas que não são muito agradáveis à carne são a causa de muitas pessoas se rebelarem contra lideres que não trazem uma palavra agradável, mas que trazem a verdade de uma forma cirúrgica e bem especifica para nossas vidas.

O descaso que se tem em relação a estas coisas, tem levado a igreja para um nível cada vez menor de autoridade e intimidade com o Senhor, porque Ele não pode se revelar realmente como é enquanto nossas vidas e mentes estiverem tão impregnadas com este mundo e seus sistemas, com seus valores distorcidos e com seus interesses. Um bom exemplo disto é como hoje em dia é tão colocada para nós que uma pessoa bem sucedida no ministério é aquela que está em evidência e que tem o seu nome em muitas conferências. Isto é um padrão mundano, onde se coloca a fama como um padrão de vida bem sucedida. Existiram pessoas que tiveram uma grande passagem na história do cristianismo que não foram pessoas populares de suas épocas, pessoas que gastaram tempo na fenda rocha intercedendo, clamando, fazendo a diferença onde realmente conta e que nem se sabe o nome delas. Existiram pessoas que nós somente descobrimos suas histórias graças a seus familiares e amigos mais próximos que não permitiram que seus nomes passassem desapercebidos na história, escrevendo sobre suas vidas, editando seus diários, mantendo acesa a luz que eles acenderam. Precisamos compreender que no Reino de Deus é diferente. Jesus nunca disse que as pessoas em evidência eram as mais importantes, pelo contrário, Ele disse que o maior é aquele que serve. Certamente no Grande dia do Senhor teremos muitas surpresas.

Compilado do livro Despertamento Pessoal de Dimitri Juliano
Protestando

Comentários

Carlinhos (Belém) disse…
É amado, a verdade é que devemos nós, que estamos enxergando essas coisas, estarmos firmes para que, quando os olhos de alguns forem abertos, eles possam olhar para nós e dizer: "eles verdadeiramente eram cristãos!", e assim seguir-nos. Um abraço e que você seja cheio do Epírito Santo.
busquesantidade disse…
Sei que você se auto denomina um protestante, mas gostaria que você também mudasse um pouco o foco das coisas negativas e colocasse como forma de protesto, o bem que muitos de nós procuramos viver e fazer em prol do Reino de Deus. Isto também é saudável e muito salutar. Você por ser alguém de uma inteligência rara saberá como fazer isto bem. Protestando contra o mal mas evidenciando os bons. Evidenciar o bem, também é evangelizar. Abraço fraterno. Lourdes.

Postagens mais visitadas deste blog

Dimitri Juliano - #DeixeQueimar