Do que é feita sua religiao?



Nossas vidas são sempre marcadas por decisões que nós tomamos ou não tomamos. Agir em situações de conflito ou mesmo de decisões simples requer de nós coragem para varias coisas que podem nos ocorrer.
Escolher obedecer ao Senhor muitas vezes pode ser uma escolha de dores ou mesmo uma escolha da impopularidade, mas quem disse que a popularidade deste mundo é a mesma da popularidade que temos nos céus?
Nossa geração tem sido bombardeada por uma “religião” de sentimentos e pouco conhecimento e pouca prática.
Temos sido empurrados a tomar decisões que nos levam a ter “arrepios no Espírito” e uma vida dúbia diante de Deus. As escolhas que nos levam somente aos arrepios também nos levam ao preconceito e à acepção de pessoas. Por quê? Porque começamos a andar atrás de pessoas que nos levam à um “êxtase” espiritual, com palavras cheias de jargões e pouca prática. Porque nos levam a acreditar que é de Deus somente o que nós gostamos ou que nos fazem arrepiar. E esta prática aleijada da “verdadeira religião” tem formado pessoas que não estão interessadas em conhecimento e prática, mas que estão interessada em arrepios e acalento na alma.
E este caminho da religião dos sentimentos, que vem de decisões de uma alma doente um dia irá chegar à uma porta que não tem como ser aberta, porque esta porta é formada por sentimento e não por verdade.
E hoje em dia, tomar decisões pelo simples conhecimento tem sido a causa de perseguição e taxações.
È bem verdade que quando estamos sendo iluminados pelo Espírito, algumas vezes temos reações no corpo, mas estas reações não são a regra. Regra é conhecimento de Deus e uma renovação da mente (Rom. 12). E uma renovação da mente não depende dos arrepios, mas da fome e da sede pela Verdade, pela Palavra.
Precisamos estar voltando nossas vidas para decisões diárias que nos levem ao conhecimento de Deus, não somente aos arrepios. Se buscarmos uma vida com Deus, Ele vai ser o sustento de nossas almas, e não seremos mais viciados no “mover”, que é uma benção, mas que pode ser também uma pedra de tropeço para os que querem usar da liberdade para dar lugar à carne.
Cuide que suas decisões sejam sempre focadas em uma vida de conhecimento e prática da Verdade, e o que vier a mais, seja simplesmente um presente do Senhor para você.
Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor...


Dimitri Juliano


Protestando

Comentários

Anônimo disse…
teste
Cathúscia disse…
Sabe irmão, estamos vivendo em dias em que relamente o que vc falou é verdade, aqui em Belém temos experimentado da Adoração sobrenatural de DEUS, mas juntamente com isso, temos visto o quanto a igreja tem se afastado da Palavra de DEUS, e em comum a falta de vivencia nela tem feito com que pessoas sigam aquilo que acham ser do Espírito, quero dizer a vc, que estamos orando pelo seu ministério, nossa família, tem sido ricamente abençoada por vc e muitos outros ministérios do coração de DEUS, e esperamos que também orem por nós em Belém, para que olhemos para CRISTO com a motivação correta, que DEUS o abençoe a vc e sua familia!!
Abraços
Cathúscia Batista (família Santiago)
busquesantidade disse…
Avivamento do Espírito Santo, ou pelo Espírito Santo. Penso Dimitri - aliás este nome é muito forte e bem bonito - que avivar ou reavivar, é estarmos falando em Algo, vivo. Daí reavivar ou avivar. Mas vejo que quanto ao Espírito Santo em nós, a maioria de nós estamos mortos espiritualmente, sabe o tal: "Deixe que os mortos - espirituais - enterrem seus mortos"? Pois é... pois é... a maioria dos filhos de Deus estão assim, daí não precisarmos, avivar, reavivar, mas RESSUSCITAR. Na verdade estamos precisando de milagres, e muitos. Pois sei que ressuscitar mortos espirituais é um trabalho árduo, aos amigos de Jesus, mas possível, sim. Mas daí a grande dificuldade, penso eu. Será que estou errada? Abraço fraterno. Lourdes Dias.

Postagens mais visitadas deste blog