Saudades da Geração Profética...

Estes dias têm sido muito especiais para mim, especialmente pelas lembranças que tenho tido, graças ao nosso amigo facebook, de tempos vividos em 2003 e 2004, quando, no calor de um grande mover de Deus em nossa nação, tivemos reuniões onde, apesar de nossa imaturidade, Deus estava se revelando a nós. E este fato, ninguém que esteve presente ou não pode negar. Nosso único desejo era de tocar n'Ele e sermos tocados por Ele. Gastávamos horas em oração e adoração com um único desejo, quera o de estar mais próximo de Jesus. Estávamos experimentando um pouco da eternidade, do reino invisível, que estava se manifestando no reino visível. Talvez, seja este o motivo pelo qual Ele estava se revelando entre nós, nós eramos como crianças descobrindo o afeto e os cuidados do Pai.

Não tínhamos ambições de fama e status, nossos “pais” eram homens de fé que nos ensinavam a ter fé, através de um estilo simples e profundo de adoração. Às vezes queríamos ser como eles, copiávamos seus gestos, seus cacoetes, admirávamos como eles eram pessoas que se derramavam diante de Deus e como eles traziam uma realidade espiritual às nossas reuniões.

Em muitas destas reuniões, a Presença era tão tangível que mal podíamos nos conter, e por algumas vezes tivemos literalmente que sair da frente, pois o ar estava pesado de uma nuvem, que não era um mero evento meteorológico. E neste ambiente, onde a eternidade estava se revelando, nós sabíamos o que estávamos fazendo. Nossa imaturidade não desmerecia e nem diminuía o que estávamos fazendo. Nós estávamos correndo atrás de Deus. Era como se estivéssemos em um deserto, e de repente, alguém nos apontasse o caminho de um ribeiro de águas frescas, que poderia saciar nossa sede de uma forma genuína. E neste deserto, nós corremos, nos desgastamos e conseguimos beber um pouco desta água.

Hoje em dia, parece que as águas deste ribeiro diminuíram consideravelmente, e nós temos que subir pelo leito deste rio para encontrar as fontes.
Nosso desafio, é em meio a um deserto como o que estamos vivendo hoje, manter a fé viva e a esperança de que, se continuarmos subindo o Rio, encontraremos a Fonte, e lá seremos saciados, não momentaneamente, mas eternamente.
A geração profética, como ficamos conhecidos, foi somente um “gota” de uma “pancada de chuva” que Deus estava prestes a liberar, mas nós nos contentamos com a gotinha...

Nós sempre ouvimos que tem mais de Deus, e precisamos hoje, mais do que em qualquer outro tempo, dar mais de nós para Deus, para que possamos verdadeiramente, experimentar mais d'Ele.

A geração profética foi um marco para nós, mas nós sabemos, TEM MUITO MAIS...
Continuem a subir o Rio...
Dimitri Juliano

Comentários

Veruska Naves disse…
concordo com você, e assino em baixo.... realmente a noss imaturidade nçao impede nada muito menos o que DEus faz....e fez quem dirá o qeu Ele fará, hoje vemos com outros olhos o passado, mas amanhã como veremos o dia de hoje.....basicamente cheio de imaturidade também..abraços te encontro na subida do rio rs. veruska
Neilton Libanio disse…
Muito bom... muitas lembranças passaram em minha mente agora... O importante é que "Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu." (Hebreus 10 : 23)
Meu coração ardeu...
As lágrimas descera...
A chama se acendeu!!!
FOI O TEMPO QUE ÉRAMOS CRIANÇAS!AGORA É O TEMPO DE AMADURECER E AMADURECIMENTO EXIGE DAR,DAR,DAR...POIS QUANTO MAIS DAMOS, MAIS RECEBEMOS.DEUS CONTINUE A ABENÇOAR VOCÊ,ESPOSA E ESSA BENÇÃO CHAMADO SAMUEL WILLIAM.
Daniel e Janina disse…
Glória a Deus! gostei muito!
Concordo com o Dimitri em gênero e grau de que os anos que foram considerados como a "Geração Profética" foram realmente muito bons e que Deus se manifestava de forma claríssima. Creio que DEUS CONTINUA SE MANIFESTANDO, PORÉM OS NOSSOS OLHOS ESTAO FECHADOS PARA O MUNDO ESPIRITUAL E MUITO ABERTOS PARA O QUE VEMOS e QUEREMOS. Fé é a convicção, a certeza da existência daquilo que não vemos mas esperamos. Não queremos mais a presença de Deus, mas simplesmente o que ele pode nos dar. Não queremos realizar os sonhos de Deus, mas queremos que Ele realize os nossos. Essa geração está marcada pelo egoísmo, ou seja, o egocentrismo esta em alta. Mas creio em milágres e em tudo o que esta escrito na palavra de Deus. Portanto creio que Deus se manifestará muito mais do que antes se deixarmos os nossos desejos de lado e nos entregarmos totalmente a Ele.

Amo o Dimitri e a sua família em Cristo para sempre.

Henrique

Postagens mais visitadas deste blog

Dimitri Juliano - #DeixeQueimar